0800 707 2003
0800 707 2003

Ir para o conteúdo. Ir para a navegação

Imagem
Home > Segurança Alimentar > Acesso à Água
Imagem

Acesso à Água

As ações de Acesso à Água do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) beneficiam a população rural de baixa renda do Semiárido brasileiro, que sofre com os efeitos das secas prolongadas. As secas chegam a durar até oito meses, e, nesse período, água é encontrada somente em barreiros, açudes e poços com água de baixíssima qualidade.

Apesar da estiagem, o Semiárido brasileiro tem boa incidência de chuvas e é considerado o mais úmido do mundo. Mas os períodos de chuva são curtos, e o solo não consegue reter essa água. A falta de água traz fome e sede aos sertanejos, além de problemas de saúde. A solução para viver na região é adaptar-se à realidade, armazenando, por exemplo, a água da chuva para beber e produzir.

Iniciativas da sociedade civil e experiências de alguns governos estaduais e municipais embasaram a Articulação no Semiárido (ASA) na concepção do Programa 1 Milhão de Cisternas (P1MC). A partir da parceria com o P1MC e também da realização de convênios com entes federados, o MDS permite a difusão da tecnologia de cisternas como uma solução simples e barata.

A construção de cisternas visa a captar água da chuva que irá servir para o consumo próprio. São necessários editais para que estados e municípios firmem convênios com o MDS para a construção dessas unidades. Além de instalá-las, o MDS financia a formação da mão-de-obra para a construção e também a qualificação das famílias beneficiadas para a manutenção das cisternas.

A atuação do MDS também se estende ao acesso à água para produção de alimentos com o Programa Segunda Água. Tecnologias de captação de água da chuva são construídas para possibilitar ao sertanejo a criação de pequenos animais e o cultivo de quintais produtivos.

Unindo os acessos à água para beber e para produzir, o MDS desenvolveu o Programa Cisternas nas Escolas. O projeto-piloto foi realizado em parceria com o Governo da Bahia. A partir desse projeto-piloto, o Ministério firmou termo de parceria com a Associação Programa 1 Milhão de Cisternas (AP1MC) para a construção de 110 cisternas nas escolas.

O público beneficiado pela ação Acesso à Água, além de morar no Semiárido, precisa estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais.
Ações do documento
Linha

Tecnologia popular de captação de água da chuva, a cisterna tem capacidade para até 16 mil litros de água, o que supre a necessidade de consumo de uma família de cinco pessoas por até oito meses.

A construção de tecnologias sociais de captação de água da chuva em propriedades de agricultores familiares do Semiárido proporciona água de boa qualidade para ser utilizada na produção agropecuária.

Projeto-piloto desenvolvido em parceria com o Governo da Bahia, prevê a construção de tecnologias sociais de captação de água da chuva, para consumo e produção em escolas municipais da zona rural do Semiárido.

MDS.gov.br
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Licitaçs e Contratos Certificaçço Editais Sesan Destaques Selo Transparêia Púa
Imagem