Your browser does not support JavaScript! 
0800 707 2003
0800 707 2003

Ir para o conteúdo. Ir para a navegação

Imagem
Home > Sala de Imprensa > Notícias > 2008 > Fevereiro > Salão de beleza faz sucesso com trabalho feito por beneficiárias do Bolsa Família
Imagem

Salão de beleza faz sucesso com trabalho feito por beneficiárias do Bolsa Família

Num salão de beleza instalado em Picuí (PB), além dos preços convidativos, há uma peculiaridade: todas as cabeleireiras e manicures que ali trabalham são beneficiárias do Programa Bolsa Família. Os recursos repassados pelo MDS possibilitaram a montagem do empreendimento. O objetivo é ter renda própria e não depender mais do benefício.

Gilda Germano
foto salão 006.jpg
O salão de beleza popular foi instalado no CRAS de Picuí (PB)
No Bairro Limeira – periferia de Picuí, na Paraíba – um salão de beleza atrai diversos clientes pelo irrisório valor dos serviços. A placa na porta do empreendimento anuncia o corte de cabelo por R$ 1,99. Já o serviço completo de manicure é feito por
R$ 3. E uma peculiaridade chama a atenção: todas as cabeleireiras e manicures do salão de beleza são moradoras daquele bairro e beneficiárias do maior programa de transferência de renda do Brasil – o Bolsa Família.

Há seis meses em funcionamento, o Salão de Beleza Popular já apresenta um lucro de mais de R$ 900 mensais. O dinheiro é dividido entre as 13 trabalhadoras do local. Antes de conseguirem o emprego, as empreendedoras eram donas de casa e contavam apenas com a ajuda do governo federal para sustentar as suas famílias.

A manicure Delma Ferreira de Araújo, 33 anos, é umas das profissionais do Salão de Beleza Popular, localizado no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do município paraibano. Beneficiária do Bolsa Família há quatro anos, Delma cuidava da casa e dos filhos com apenas o dinheiro do Bolsa Família. Após fazer o curso de manicure, oferecido pela Prefeitura do Município, ela conseguiu a oportunidade de trabalhar em um local perto da casa e aumentar a renda da família.

Gilda Germano
delma exercendo sua profissão de manicura.jpg
Delma Araujo é uma das 33 profissionais do novo salão, que vem fazendo sucesso até entre moradores dos bairros mais ricos
Recursos do IGD - O curso feito por Delma foi promovido pela Prefeitura de Picuí com recursos do Índice de Gestão Descentralizada (IGD), repassados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O IGD foi criado em 2006 pelo Ministério e serve como apoio aos municípios nas atividades de gerenciamento do Bolsa Família e do Cadastro Único. O índice varia de 0 a 1 e indica a qualidade da gestão do Programa feita pelos municípios brasileiros. De acordo com o desempenho, são transferidos, mensalmente, recursos financeiros para as unidades federativas. Algumas Prefeituras utilizam esses recursos na promoção de cursos que resultam em geração de trabalho e renda para os beneficiários do Bolsa Família.

Com o trabalho realizado no salão, a paraibana retira R$ 130 todos os meses. Agora, o salário recebido por Delma é sinônimo de vida melhor para os três filhos, de oito, quatro e dois anos. Até a auto-estima da manicure melhorou e ela se sente orgulhosa da profissão. “Eu e meus filhos já passamos muitas dificuldades. Depois deste emprego, a minha vida mudou e estou mais feliz e animada”, comemora.

Desde maio de 2007, Delma trabalha no salão de beleza. O empreendimento foi todo implantado com os recursos do IGD. Antes de começar a atender as clientes, Delma e as colegas freqüentaram aulas sobre as técnicas de cabeleireiro e manicure. Os cursos foram oferecidos pela Secretaria de Promoção e Assistência Social de Picuí, juntamente com o Senac. A titular da secretaria, Gilda Germano, gerenciou todas as etapas de implantação do Salão de Beleza Popular e sabe da importância dessa ação para a vida das famílias do Bairro Limeira. “Idealizamos esta experiência objetivando a emancipação das famílias. Para formar a equipe, optamos por aquelas mulheres que obtiveram melhor desempenho no curso e que possuíam uma família numerosa”, explica.

O salão popular foi inaugurado para atender a população da periferia, mas o empreendimento fez tanto sucesso que hoje apresenta uma clientela bem diversificada. “O serviço oferecido pelas manicures e cabeleireiras é tão bom que até já atrai pessoas dos bairros mais ricos de Picuí”, explica Gilda Germano.

Se depender da dedicação de Delma e das outras 12 beneficiárias do Bolsa Família, o empreendimento aumentará os lucros e elas terão a possibilidade de se emancipar do Bolsa Família. “Temos o grande sonho de o salão dar certo e não precisarmos mais receber o benefício, esclarece Delma.
O Programa Bolsa Família foi criado há quatro anos e já beneficia 11 milhões famílias brasileiras.


Fernanda Souza


Informações para a imprensa
Roseli Garcia / Cristiano Bastos
(61) 3433-1106 / 3433-1053
ASCOM / MDS
Ações do documento
MDS.gov.br
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Licitaçs e Contratos Certificaçço Editais Sesan Destaques Selo Transparêia Púa
Imagem