0800 707 2003
0800 707 2003

Ir para o conteúdo. Ir para a navegação

Imagem
Imagem

Centro POP – Recursos Humanos

Qual deve ser a composição da equipe do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua?

Recomenda-se como equipe de referência para uma capacidade de acompanhamento no Centro POP a 80 (oitenta) casos (famílias ou indivíduos/mês) a seguinte composição:
 

 
Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua
Capacidade de Atendimento
80 casos (famílias ou indivíduos/mês)
01 Coordenador (a)
02 Assistentes Sociais
02 Psicólogos (as)
01 Técnico de nível superior, preferencialmente com formação em Direito, Pedagogia, Antropologia, Sociologia ou Terapia Ocupacional¹
04 Profissionais de nível superior ou médio para a realização do Serviço Especializado em Abordagem Social (quando ofertada pelo Centro POP), e/ou para o desenvolvimento de oficinas socioeducativas, dentre outras atividades.
02 Auxiliares Administrativos


Caberá ao Órgão Gestor Local avaliar a necessidade de agregar outros profissionais, inclusive estagiários e facilitadores de oficina. Pessoas em processo de saída das ruas também poderão contribuir com suas experiências e vivências na realização das atividades do Centro POP, a exemplo da facilitação das oficinas.

A equipe de referência disposta no quadro acima deverá ser redimensionada e ampliada quando necessário, considerando-se: demanda por atendimento; serviços ofertados e capacidade de atendimento da Unidade.  

Para a composição da equipe, faz-se imprescindível a priorização de profissionais com perfil e habilidades para o desenvolvimento do trabalho social com pessoas em situação de rua. O coordenador deverá, preferencialmente, exercer função exclusiva, tendo em vista o grau de responsabilidade e desempenho de suas atribuições no âmbito da Unidade.

Qual deve ser o perfil do Coordenador do Centro POP? Quais são suas principais atribuições?

Perfil
- Escolaridade de nível superior;
- Experiência na área social, em gestão pública e coordenação de equipes;
- Experiência e conhecimentos sobre população em situação de rua;
- Conhecimento das normativas e legislações referentes à política de Assistência Social e às pessoas em situação de rua;
- Habilidade para comunicação, coordenação de equipe, mediação de conflitos, organização de informação, planejamento, monitoramento e acompanhamento de serviços.
Principais Atribuições
- Articular, acompanhar e avaliar o processo de implantação do Centro POP e seu (s) serviço (s), quando for o caso;
- Coordenar as rotinas administrativas, os processos de trabalho e os recursos humanos da Unidade;
- Participar da elaboração, do acompanhamento, da implementação e avaliação dos fluxos e procedimentos adotados, visando garantir a efetivação das articulações necessárias;
- Coordenar a relação cotidiana entre o Centro POP e as demais Unidades e serviços socioassistenciais, especialmente com os serviços de acolhimento para população em situação de rua;
- Coordenar o processo de articulação cotidiana com as demais políticas públicas e órgãos de defesa de direitos, recorrendo ao apoio do órgão gestor, sempre que necessário;
- Definir com a equipe, a dinâmica e os processos de trabalho a serem desenvolvidos na Unidade;
- Discutir com a equipe técnica, estratégias e ferramentas teórico-metodológicas que possam qualificar o trabalho;
- Coordenar a execução das ações, assegurando diálogo e possibilidades de participação dos profissionais e usuários;
- Coordenar o acompanhamento do (s) serviço (s) ofertado, incluindo o monitoramento dos registros de informações e a avaliação das ações desenvolvidas;
- Coordenar a alimentação dos registros de informação e monitorar o envio regular, de informações sobre a Unidade ao órgão gestor;
- Identificar as necessidades de ampliação do RH da Unidade ou capacitação da equipe e informar ao órgão gestor de Assistência Social;
- Contribuir para avaliação, por parte do órgão gestor, dos resultados obtidos pelo Centro POP;
- Participar das reuniões de planejamento promovidas pelo órgão gestor de Assistência Social e representar a Unidade em outros espaços, quando solicitado;
- Coordenar os encaminhamentos à rede e seu acompanhamento.


Qual deve ser o perfil dos técnicos de nível superior da equipe do Centro POP? Quais são suas principais atribuições?

Técnico de nível superior
Perfil
- Escolaridade mínima de nível superior¹;
- Conhecimento das normativas e legislações referentes à política de Assistência Social e às pessoas em situação de rua;
- Conhecimento da rede socioassistencial, das demais políticas públicas e órgãos de defesa de direitos;
- Conhecimentos teóricos, habilidades e domínio metodológico necessários ao desenvolvimento de trabalho social com pessoas em situação de rua;
- Conhecimentos e desejável experiência em trabalho em equipe interdisciplinar, trabalho em rede e no atendimento a famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, por violação de direitos.
Principais Atribuições
- Acolhida, escuta qualificada, oferta de informações e orientações;
- Elaboração, com os usuários, do Plano de Acompanhamento Individual e/ou Familiar, considerando as especificidades e particularidades do acompanhamento especializado de cada usuário;
- Realização de acompanhamento, por meio de metodologias e técnicas individuais e coletivas que contemplem as demandas identificadas;
- Realização de visitas domiciliares a familiares e/ou pessoas de referência, sempre que possível, com vistas ao resgate ou fortalecimento de vínculos;
- Articulações, discussões, planejamento e desenvolvimento de atividades com outros profissionais da rede, visando ao atendimento integral dos usuários atendidos e qualificação das intervenções;
- Realização de encaminhamentos monitorados para a rede socioassistencial, das demais políticas públicas e órgão de defesa de direito;
- Participação nas atividades de capacitação e formação continuada;
- Participação nas reuniões para avaliação das ações e resultados atingidos no (s) Serviço (s) e planejamento das ações a serem desenvolvidas; definição de fluxos de articulação; estabelecimento de rotina de atendimento e acolhida dos usuários; organização dos encaminhamentos, fluxos de informações e procedimentos;
- Estímulo à participação dos usuários na definição das ações desenvolvidas ao longo do acompanhamento;
- Alimentação de sistema de informação, registro das ações desenvolvidas e planejamento das atividades a serem desenvolvidas;
- Relacionamento cotidiano com a rede, tendo em vista o melhor acompanhamento dos casos.

 
Quais temas podem compor ações de capacitação e educação permanente para os profissionais do Centro POP?

Dentre outros, sugere-se os seguintes temas:
- Legislações e normativas vigentes na área de Assistência Social, direitos humanos e política nacional para população em situação de rua e programas de transferência de renda;
- Direitos e cidadania;
- Relações familiares e violência intra-familiar;
- Trabalho social com famílias em situação de risco pessoal e social;
- Mapa de rede familiar e social;
- Inclusão de pessoas em situação de rua no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal
- Trabalho em rede e trabalho e em equipe;
- Coordenação de grupos;
- Busca ativa e metodologias para abordagem social;
- Organização e atendimento nos Serviços de Acolhimento para Pessoas em Situação de Rua Pobreza e exclusão social;
- Violência urbana;
- Diversidade étnico-racial;
- Gênero e orientação sexual;
- Protagonismo e associativismo;
- Trabalho, geração de renda e inclusão social;
- Segurança alimentar e nutricional;
- Saúde;
- Álcool e outras drogas;
- Arte, cultura e lazer;
- Gestão do trabalho.
 
 
Caso a sua dúvida não tenha sido esclarecida,

envie seu e-mail clicando aqui.

Ações do documento
MDS.gov.br
Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome
Licitaçs e Contratos Certificaçço Editais Sesan Destaques Selo Transparêia Púa
Imagem